Faculdade Anglo Americano | Caxias do Sul

Posts com tag “Emprego

Guia para o seu primeiro emprego

Você pediu transferência para a Anglo ou vai fazer nosso vestibular de verão e, também, se já é nosso aluno, provavelmente uma coisa já passou pela sua cabeça: como conseguir o primeiro emprego na área em que está estudando?

Antes de tudo, é preciso saber como é a forma de contratação das empresas. São 4 maneiras de ser contrato para o primeiro emprego: a convencional aprendiz, estágio e trainee.

O contrato convencional é o famoso emprego com carteira assinada. O trabalhador é regido pela CLT e deve ganhar pelo menos salário mínimo. A jornada de trabalho deve ser de até 44 horas semanais. Tem direito a férias, 13º salário e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). No caso de ser demitido sem justa causa, recebe multa de 40% sobre o FGTS. O aprendiz também é contratado no regime da CLT. A lei de aprendizagem prevê que empresas de médio e grande porte cumpram cota de aprendizes, que devem ter entre 14 e 24 anos. Além de trabalhar, os jovens têm de cumprir carga em curso de capacitação.

O estágio, o mais comum para quem entra na faculdade, possui a Lei do Estágio, determinando que o vínculo seja feito com contrato, entre faculdade e empresa, de até 2 anos. A carga horária não pode passar de seis horas diárias e o jovem tem direito a recesso remunerado de 30 dias após um ano de trabalho. Já o trainee, é geralmente contratado como todos os trabalhadores convencionais (CLT), mas a intenção é capacitar recém-formados para cargos de chefia. Quem está trabalhando com essa forma de contrato, tem todos os benefícios e direitos de um trabalhador convencional.

Mas, e como conseguir uma dessas formas de trabalho?

Se você está procurando estágio, no início de cada semestre a possibilidade de encontrar uma oportunidade é muito maior. Muitos estudantes se formam ou tiram férias, principalmente no final do ano, por isso há mais vagas no mercado de trabalho. Agora, se seu interesse for o trainee, normalmente as inscrições abrem da metade para o final do ano, então, fique ligado em 2011!

Observe também as empresas que possuem planos de carreira, isso pode ser uma forma de já pensar no seu futuro profissional. E não se preocupe com experiência. Alguns locais optam por estudantes inexperientes, assim não há vícios de trabalho e eles podem passar a maneira que consideram mais adequada de trabalho.

O portal UOL tem uma página de serviços destinada a quem está buscando oportunidades de trabalho. Vale ficar atento às dicas e sugestões que sempre aparecem por lá.
Não esqueça também que já publicamos aqui no blog dicas de como elaborar um bom currículo.
Agora que você já tem todas as formas de conseguir o primeiro emprego bem explicadas, hora de ir em busca de seus objetivos! Boa sorte!

Anúncios

14 coisas que você precisa saber para não perder o emprego durante a Copa


1 Posso ou não marcar uma reunião durante um jogo?
Se for jogo do Brasil sob nenhuma hipótese, as pessoas não terão foco e ficarão se perguntando quem fez gol, quem está ganhando.

2 Vale combinar com o pessoal do setor de ver um jogo em algum lugar fora do escritório, como um barzinho?
Tudo depende da orientação da empresa e do esquema montado para os jogos. Se não tiver nenhum esquema e você estiver liberado, não há problemas. No caso de ter que voltar para o escritório depois do jogo, nada de bebidas alcoólicas. E outra coisa: seja comedido, nada de intimidades demais com os colegas de trabalho ou com seus chefes.

3 Não gosto de futebol, mas o pessoal do setor está fazendo um bolão. Participar ou não?

Você não precisa agradar a ninguém, mas lembre-se que é uma oportunidade para ampliar a sinergia e a integração com os colegas. Mas, se você não se sentir confortável recuse, educadamente a participação.

4 Em dia de jogo, vale vestir a camiseta do Brasil?
Se houver uma liberação da empresa, previamente combinado, tudo bem. Pode vestir o verde e amarelo, mas leve uma roupa extra para o caso de ter que trocar na última hora.

5 Ninguém combinou de assistir o jogo e sou fanático por futebol, nunca perdi uma Copa. Posso pedir para ter folga aquele dia?
Caso você nunca tenha perdido um único dia no trabalho, jamais tenha pedido para sair mais cedo, sempre foi o primeiro a se prontificar para fazer hora extra e ainda cumpre todas as metas da empresa pode sim fazer a sugestão ao seu chefe. Dificilmente uma empresa será insensível durante esse período. E é bem improvável, também, que os outros funcionários não se mobilizem para isso. Se nada disso acontecer, a solução é pedir folga nesse dia.

6 Odeio futebol, nunca assisti a uma só Copa, mas meus colegas de escritório já decoraram suas mesas, tem bandeirinhas por todos os lados e o chefe alugou um telão para os dias de jogo do Brasil. O que faço?
É importante entender que você faz parte de um time e que nesse momento será interessante se integrar e com isso valorizar sua imagem junto aos demais. Vale o sacrifício, custa aos colegas entenderem que alguém possa não torcer pelo Brasil. E outra: são só 90 minutos.

7 O que fazer quando a única opção é assistir aos jogos da copa com os colegas de trabalho que você não quer manter nenhuma relação (a não ser de trabalho)?

Flexibilidade é uma qualidade importante para crescer em uma carreira profissional. O relacionamento humano e a integração contam muito. Tente negociar para assistir em casa, caso não consiga fique na sua. Respire fundo e assista ao jogo, mas sem comentários polêmicos.

8 Vale assistir aos jogos pela TV do celular ou internet?
Tudo vale a pena desde que você encare de forma tranqüila. Fique atento para não levar advertência ou isso queimar seu filme. Sinta o ambiente, acima de tudo.

9 Sou uma pessoa nova no setor e ainda não conheço muito bem meu chefe e a equipe. Qual melhor atitude tomar: sugerir de sairmos para assistir aos jogos; continuar a trabalhar normalmente; se todos combinarem de ir, vou também?
A sugestão é se integrar ao grupo, trocar idéias. É um momento único para promover uma integração rápida e conhecer o lado pessoal dos novos colegas e do chefe. Não sugira nada, espere para ver o que acontece. Se te convidarem, pode ir. Não se esqueça que, mesmo durante um jogo, você está sendo avaliado por todos, então mantenha uma atitude de amizade, sem comentários nem brincadeiras comprometedoras.

10 A empresa onde trabalho mantém um quadro de funcionários muito jovem. Qual a melhor dica para manter a produtividade e um clima mais centrado, antes e depois dos jogos?
Observe o comportamento dos líderes da empresa. Pergunte como foi o esquema na Copa anterior. É normal que haja, nos 15 minutos antes e depois aos jogos, discussões de forma descontraída. Combine que comentários posteriores a este período não estão na regra durante a Copa, assim, todos produzirão mais e trarão foco à empresa.

11 Você está em outro país a trabalho e ninguém liga pra futebol, vale inventar uma dor de cabeça só pra ficar assistindo o jogo do Brasil na copa no quarto do hotel?
Vale a pena desde que isso não afete seus compromissos e sua agenda de trabalho. Deve ser pesado também o seu cargo e a sua imagem perante o grupo e perante a sua empresa. Não invente de forma alguma a dor de cabeça, ela se transformar em uma dor de cabeça real caso seu chefe descubra a mentirinha verde e amarela. É melhor, com muito tato, convencer o chefe de liberá-lo na hora do jogo.

12 Posso propor a diretoria uma pausa para vermos aos jogos ou é melhor esperar manifestação de nossos superiores?
As lideranças da empresa devem planejar, com antecedência, o esquema de trabalho para os dias de jogos. Se isso não acontecer, o melhor canal é o de RH ou departamento pessoal.

13 Na copa, vale comemorar os gols do Brasil enlouquecidamente junto ao chefe ou é melhor manter a postura corporativa? Pega mal xingar alto no meio da partida?
Preste atenção: você continua no ambiente corporativo, mesmo sendo Copa do Mundo, e existe uma etiqueta a ser seguida. Em algumas empresas há maior liberdade e o ambiente pode ser descontraído, daí você tem que sentir até onde pode ir. Manter a compostura é fundamental na Copa ou em qualquer evento da empresa.

14 Se meu chefe for Argentino, por exemplo, posso tirar o sarro da cara dele quando a Argentina perder algum jogo?
Não! Respeito, ética e medo são fundamentais para garantir seu emprego com o Brasil campeão ou não. Rivalidades e gozações só com amigos bem íntimos e bem longe do ambiente corporativo.

Fonte: Voce S.A