Faculdade Anglo Americano | Caxias do Sul

Arquivo para julho, 2010


Anglo tem + cursos!


INTERNET indicada para o PRÊMIO NOBEL

A INTERNET foi indicada para o PRÊMIO NOBEL DA PAZ 2010 como reconhecimento de seu IMPACTO POSITIVO na humanidade!!!

Internet for peace


Anglo do Rio no Kzukão!

Isso mesmo! o kzuka to no rio! e a galera da anglo rio está junto nessa!


Matrículas Abertas!


Aumente sua verba de Marketing deduzindo do imposto de renda


Aumente sua verba de Marketing deduzindo do imposto de renda

Por Nelson Puccini e Germana Marinho*

No atual ambiente competitivo, é mais necessário do que nunca que as empresas procurem formas eficazes para melhorar os resultados de seus negócios. Esse desafio pode e deve ser abordado por vários ângulos, seja desenvolvendo novos produtos/serviços, utilizando Marketing adequado, seja reduzindo custos e eliminando ineficiências.

Curiosamente, muitos profissionais de Marketing ainda não tiveram oportunidade de utilizar benefícios disponíveis por lei, mas que exigem trabalho multidisciplinar para serem implementados e auferidos pela empresa. Exemplo de tais benefícios são aqueles derivados das leis de incentivo à cultura, tais como: Lei Rouanet, Lei do Audiovisual, Lei Mendonça (Prefeitura de São Paulo), entre outras.

A Lei Rouanet, por exemplo, estabelece que empresas com base no lucro real podem, via renúncia fiscal, abater até o limite de 4% do Imposto de Renda (sem o adicional) e alocar tais recursos em projetos culturais, como peças teatrais, atividades circenses, entre outras. Há uma clara agregação de valor para empresa, devido à divulgação institucional obtida, ainda que com recursos que seriam perdidos de outro modo (via pagamento de Imposto de Renda).

A grande vantagem está no fato de que a empresa pode se valer desse benefício, redirecionando parte dos recursos que seriam destinados ao pagamento de impostos para associar sua empresa a um projeto cultural, gerando mais identificação e exposição de marca, além de ser uma das melhores plataformas de relacionamento com clientes, parceiros e prospects.

Uma empresa pode alocar até R$ 60 mil (limite de 4% do IR sem adicional) para o projeto cultural selecionado e ter igual redução no valor do IR a pagar. Na prática, funciona como uma verba de Marketing adicional e gratuita. A empresa sempre será beneficiada, pois poderá usar parte (4%) de um valor compulsório, que estaria definitivamente perdido, para fomentar a cultura e divulgar o seu nome nos meios de comunicação e entre clientes.

Saiba mais aqui

Profº Eduardo Pezzi, Esp.Coordenador do Curso de Marketing


BIBLIOTECA Anglo Caxias


Boas ideias de negócios na área de tecnologia

ARMINDO FREITAS MOTTA JR. | DONO DA WAPPA A empresa planeja crescer 100% neste ano com a expansão do sistema de pagamento via celular


O mercado de pagamento de contas por celular ainda é pouco explorado e muito promissor. Ainda sem uma tecnologia dominante, quem apresenta soluções eficazes ganha espaço rapidamente. É o caso da Wappa, de São Paulo, que faturou R$ 15 milhões em 2009 e planeja crescer 100% neste ano. Seu principal produto atende uma prosaica necessidade corporativa: o controle das corridas de táxis de empregados.
A Wappa começou a desenvolver seus projetos em 2002. Em princípio, criou a tecnologia de olho nos clientes de tíquetes-refeição. Não conseguiu explorar esse nicho. O empresário Armindo Freitas Motta Jr., 31 anos, afirma que o conceito era muito novo para implantar o sistema em um mercado tão grande e complexo. “Era preciso ter uma rede credenciada muito extensa. Além disso, as pessoas tinham certo apego à cultura do cheque físico”, lembra.

Um produto derivado para pagamento de táxis acabou por se revelar a grande oportunidade. “É um mercado que movimenta R$ 1 bilhão por ano. Muitas empresas têm problemas para controlar boletos e vouchers”, diz Motta Jr. O sistema atribui um crédito por funcionário ou centro de custo e permite o pagamento via celular em 80 cidades de 24 estados. O gestor pode acompanhar em tempo real as transações. “A transparência chega a gerar 40% de economia para os clientes”, afirma o dono da Wappa.

Para iniciar um empreendimento na área, Motta Jr. afirma que o grande investimento deve ser feito no desenvolvimento do sistema e da estrutura de apoio, com servidores, data center e terminais. O serviço de programação pode ser terceirizado, mas a equipe de operação e manutenção tem de ser própria.
Fonte: PEGN


AgroNegócio é na Anglo!


Curso de Extensão | Faculdade Anglo Americano

Curso de Extensão | Faculdade Anglo Americano.

Legislação e Cálculos Trabalhistas I Aplicadas as Rotinas de Trabalho e Rescisão de Contrato (Direitos e Cálculos)

Faça ja sua inscrição no Site abaixo aqui ou pelo fone (54) 3536 4404

Professores (as): Dr. Adão Araújo Junior e Paulo Velasco.

Valor: R$ 70,00.

Objetivos
Qualificar pessoas que atuam em recursos humanos e setores administrativos.

Carga Horária: 24 horas/aula.

Datas: 22, 23, 24, 29, 30 e 31/07/2010.

Horários: Quintas e Sextas – Noite (19h30) as 22h30); e Sábados – Manhã (08h as 12h).


13 | 07 dia mundial do Rock!

um bom som pra comemorar esse inconfundível estilo musical:
O rock!


Regulamentação da profissão de Marketing recebe primeira aprovação

PL 1944/07 foi aprovado pela Comissão de Trabalho, mas ainda tem longo caminho a percorrer até a sanção presidencial

Após quase cinco anos, o Projeto de Lei que regulamenta o exercício da profissão de Marketing recebeu a primeira aprovação na Câmara dos Deputados. O PL 1944/07, de autoria do Deputado Federal Felipe Bornier (PHS-RJ), vinha tentando ser apreciado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público desde 2008.

O texto, no entanto, deve ainda passar pela Comissão de Finanças e Tributação e pela Comissão de Constituição e Justiça de Cidadania, seguir para discussão no Senado e, finalmente, ser sancionado pelo Presidente da República. A história do Projeto de Lei tem sido motivo divergências nos últimos anos.

Apresentado originalmente em 2005 pelo então Deputado Eduardo Paes, e atual prefeito do Rio de Janeiro, o PL foi publicado no Diário da Câmara dos Deputados no final daquele ano legislativo e ficou parado até o fim de 2006. Desde sua criação, o texto contou com a oposição de alguns parlamentares e gerou polêmica no mercado por igualar o profissional de Marketing ao publicitário.

Projeto foi arquivado por um ano
Ainda em 2006, o Projeto foi arquivado porque Paes não se candidatou à reeleição e não houve pedido para a reabertura do PL. No ano seguinte, o mesmo texto foi encaminhado à Câmara, novamente, pelo Deputado Eduardo Gomes (PSDB-TO) e recebeu novo processo: 1226/07.

Em agosto daquele ano, o Projeto de Lei 6235/05 foi desarquivado pelo Deputado Wellington Roberto (PR-PB), deixando assim, dois textos iguais a serem aprovados pela Câmara. Somente um ano depois, em setembro de 2007, o Deputado Felipe Bornier (PHS-RJ) apresentou o novo texto 1944/07, que se juntou ao 1226/07. Em outubro do mesmo ano, o antigo 1226/07 foi rejeitado e o novo PL (1944/07) recebeu aprovação para tramitar na Câmara.

O ano de 2008 marcou inúmeras tentativas de votação do PL 1944/07 para ser aprovado na Comissão de Trabalho da Câmara. Um dos fatores que atrasaram o andamento do processo foi a mudança do verbete Nº 2 da Súmula de Jurisprudência da Comissão, que julga a regulamentação de profissões.

PL gerou polêmica entre profissionais
Todos os textos apresentados até então falavam sobre a impossibilidade de outros profissionais exercerem a carreira sem serem diplomados em Marketing. A iniciativa obrigou que o projeto não propusesse uma reserva de mercado para um segmento em detrimento de outras profissões com formação idêntica ou equivalente. Esta medida visava garantir o exercício profissional, com os deveres e as responsabilidades estabelecidos.

Outra mudança realizada no Projeto foi a retirada da criação do Conselho Federal e do Conselho Regional de Marketing, sob a alegação de que a iniciativa para a abertura desses órgãos caberia ao Poder Executivo e não aos parlamentares. Desde que nasceu, o projeto tem provocado discussões acaloradas.

Em sua concepção, o PL apresentava um ponto divergente logo no primeiro artigo, ao dar margem para confusão entre profissional de Marketing e publicitário, caracterizando o executivo como responsável por desempenhar “atividade especializada de caráter técnico-científico, criativo e artístico, com vistas à criar e redigir textos publicitários, roteirizar spots e comerciais de TV, dirigir peças para rádio e TV, planejar investimentos e inserções de campanhas publicitárias na mídia, atender clientes anunciantes, produzir arte gráfica em publicidade e propaganda, gerenciar contas de clientes e administrar agências de publicidade”.

Outro ponto polêmico do primeiro PL apresentado por Paes, em 2005, referia-se ao fato de que, aprovada a Lei, qualquer outro profissional não formado em Marketing estaria impedido de atuar na área, a menos que comprovasse experiência mínima de cinco anos ininterruptos. Passados quase cinco anos desde o primeiro Projeto de Lei que regulamenta a profissão de Marketing, resta saber por mais quantos outros anos o PL tramitará em Brasília.

Prof. Eduardo Pezzi, Esp


A Pedagogia do Futuro!

Criada pelo filósofo Rudolf Steiner, a pedagogia waldorf visa o desenvolvimento saudável, nos anos da escolarização, do pensar,do sentir, e do querer humanos. “No pensar, lucidez, no sentir, afeição, no querer, ponderação, se a isto almejo, posso dirigir-me a metas na vida”.

Em 1919 foi fundada em Stuttgart, Alemanha, a primeira escola Waldorf, assim denominada por ter se implantado na Companhia Waldorf-Astoria, a partir do pedido de seu dirigente, encantado com os princípios pedagógicos apresentados por Rudolf Steiner.

Atualmente há cerca de 750 escolas Waldorf espalhadas pelo mundo e essa pedagogia é preconizada pela UNESCO, como “a Pedagogia do Futuro”. Essas escolas são como “focos de luz “, onde as mais nobres características e aptidões humanas são cultivadas e fomentadas incansavelmente.

Fonte: colegiobrasilis.org.br


Comerciais Harley Davidson






Cursos de Extensão | Introdução ao PHP



Professor(a):
Janaina Auler.

Objetivos

Esse curso visa introduzir o aluno em uma linguagem de programação Cliente/Servidor, utilizada como base para construção de grandes sistemas de Internet.

Conteúdo Programático

Histórico e características;
Requisitos básicos para programar em PHP;
Configurando servidor para trabalho Local (Instalando PHP, MySql e Apache);
Tags básicas do PHP;
Tipos de dados;
Expressões e operadores;
Estruturas de controle;
HTML + PHP;
Aplicações sem banco de dados;
Aplicação utilizando MYSQL;
GET e POST;
Construindo um site em PHP.

Carga Horária: 12 horas/aula.

Datas: 13, 14 e 15/07.

Horários: Noite (19h10 às 22h10).
Valor: R$ 25,00.

Inscrição:

Será emitido certificado de conclusão para os participantes que tiverem cursado 75% das aulas ministradas.

www.angloamericano.edu.br


Guerra de Camisetas!


Novas regras no ponto eletrônico


Com a portaria 1 510, as empresas que utilizam esse meio de controle da jornada de trabalho terão que trocar seus equipamentos!

Administradores fiquem ligados porque apartir de agosto a regra do REP
(Registrador Eletrônico de Ponto) muda!

mais infos aqui no link do MTE


Ingresso Extravestibular AngloAmericano Inverno 2010


Gabarito Vestibular Inverno 2010


GESTÃO DA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL


A Faculdade Anglo-Americano, Unidade de Caxias do Sul – firmou uma parceria com a Associação Riograndense de Imprensa – ARI Serra Gaúcha. Os profissionais de comunicação ligados à associação recebem um desconto de 20% no curso de Pós-Graduação em Gestão da Comunicação Empresarial, o primeiro curso do gênero realizado no Rio Grande do Sul.

O curso é coordenado pela jornalista e empresária da área de comunicação Juçara Tonet Dini, também presidente da Associação Riograndense de Imprensa (ARI Serra Gaúcha, e diretora de Comunicação e Marketing da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC).

A especialização é voltada para profissionais graduados que atuam na área da administração, marketing, publicidade, relações-públicas, jornalismo, organização de eventos, gerência e coordenação de veículos de imprensa, e outras funções exercidas na comunicação empresarial, institucional e política. Também é dirigida a profissionais de outras áreas, interessados em gerir e administrar a comunicação de sua empresa ou organização.

O programa contempla disciplinas como gerenciamento de projetos, gestão da comunicação integrada, gestão de marketing, gestão empresarial, organização de eventos, assessoria de imprensa, gestão de pessoas, gerenciamento de crises, cultura corporativa, endomarketing, gerenciamento de mídias, entre outras.

A primeira turma a realizar a pós-graduação teve seus trabalhos publicados no livro Gestão da Comunicação Empresarial: Competências e Reflexões, em 2009, editado pela coordenação do curso.

Com duração de 16 meses, o curso está com inscrições abertas, com inicio agosto/2010, para a segunda turma pelo site http://www.angloamericano.edu.br/faculdade-caxias. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (54) 3536-4404.


Dica de livro: Marketing muito além do feeling



Não se faz mais marketing e publicidade apenas com uma idéia na cabeça que vai resultar em uma bela frase de efeito ou imagens impactantes na TV. Se os profissonais dessa área continuarem pensando com esse raciocínio típico de décadas passadas, os negócios das empresas para as quais trabalham não terão os resultados esperados. É o que afirmam Peter Krieg e Kevin Clancy, consultores da Copernicus Marketing Consulting e autores de Marketing

Prof. Eduardo Pezzi, Esp


Curso em EAD Gratuito!


Um excelente curso em EAD com o tema Direitos Humanos e Mediação de Conflitos. É um curso dividido em 10 módulos que nos colocam em contato direto com o tema de uma forma muito bem estruturada e com excelente material de leitura – da introdução aos Direitos Humanos, passando pelos esclarecimentos a respeito de violência e não-violência e aos direitos à vida, à saúde e à alimentação adequada, os módulos nos trazem um conteúdo de leitura e possibilidades de reflexão valiosas.
Na primeira página do último módulo vemos: “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade” (Artigo 1o da Declaração Universal dos Direitos Humanos) – uma lembrança que fecha com chave de ouro o roteiro proposto pelo curso. O curso vale cada hora de dedicação pela sua riqueza de cidadania e esclarecimentos sobre o assunto. Uma excelente dica para as férias que se aproximam.
E conta ainda com um Fórum on-line para a troca de idéias com outros alunos e para a publicação de suas idéias e opiniões. Na conclusão de todos os módulos um certificado digital oficial é emitido pela Secretaria Especial de Direitos Humanos e pelo Instituto de Tecnologia Social – ITS.

Confira: cursos.educacaoadistancia.org.br

Dica do Prof° Marcel Molon


Modern times | Tempos modernos

Data: 1936
Formato: P&B
Duração: 87 min
Direção: Charlie Chaplin
Roteiro: Charlie Chaplin
Elenco original:
Charlie Chaplin, Paulette Goddard, Henry Bergman, Stanley Sandford, Chester Conklin
Género: comédia
Idioma original: inglês

Modern Times (Tempos Modernos, em português) é um filme do cineasta britânico Charles Chaplin lançado em 1936 em que o seu famoso personagem “O Vagabundo” (The Tramp) tenta sobreviver em meio ao mundo moderno e industrializado.
Nesse filme Chaplin quis passar uma mensagem social. Cada cena é trabalhada para que a mensagem chegue verdadeiramente tal qual seja. E nada parece escapar: máquina tomando o lugar dos homens, as facilidades que levam a criminalidade, a escravidão. O amor também surge, mas surge quase paternal: o de um vagabundo por uma menina de rua.

Fonte: Wiki